moveideias-saiba-cmo-funciona-a-entrega-por-drones

23 jan Saiba como funciona a entrega por drones

A inovação na logística é essencial para garantir um diferencial competitivo e conquistar cada vez mais clientes. Apostar em novas soluções ou reinventar um serviço, por exemplo, são formas de fazer com que sua empresa se destaque no mercado.

O que são e para que servem os drones?

Os drones podem ser definidos como veículos aéreos pilotados remotamente e não tripulados. Eles são leves, podem voar por cerca de 40 minutos e ficar até 60 metros de altura. Normalmente, os drones portam câmeras que mostram a área que está sendo sobrevoada. O controle é feito via rádio e eles possuem GPS integrados.

A princípio, sua utilização era voltada principalmente para fins militares. Posteriormente, os drones passaram a atuar em questões comerciais ou mesmo para diversão. Um exemplo disso é o monitoramento na agricultura e filmagens para programas de TV.

A maior vantagem de adotar essa tecnologia é que ela permite realizar, por um custo muito mais baixo, atividades que, antes, precisariam de um voo tripulado.

Quais são vantagens da entrega por drones?

A realização de entrega por drones apresenta algumas vantagens com relação às entregas realizadas de forma tradicional. As principais são:

  • custo reduzido: como eles não necessitam de um piloto dedicado, os custos de uma operação são consideravelmente menores;
  • flexibilidade: como essa modalidade de entrega não envolve o trânsito nas cidades, não há a necessidade de uma roteirização como é feito com os veículos;
  • mais agilidade: essa vantagem também está ligada ao fato de não haver trânsito envolvido. Com isso, as entregas são feitas com mais agilidade do que o transporte convencional.

Existem condições especiais para esse tipo de entrega?

Normalmente, os drones utilizados para a entrega de mercadorias precisam ser adaptados para permitir o armazenamento e transporte dos itens, mas sem que haja riscos de danos durante o percurso e a entrega.

É necessário utilizar compartimentos próprios para o acondicionamento das cargas, assim como equipamentos que ajudem na fixação desse recipiente. Outro ponto que merece destaque é a dimensão e o peso da mercadoria, já que os drones possuem essa limitação.

Uma questão que também deve ser analisada ao adotar essa modalidade de entrega é o espaço em que a entrega será feita. O ideal é buscar meios de concretizá-la sem que a privacidade do cliente seja exposta — como, por exemplo, o interior de sua residência, que pode ser visualizado pela pessoa que opera o drone.

Existem exemplos de entrega por drones?

A adoção dessa modalidade de entrega é um assunto que já vem sendo discutido há algum tempo. A seguir, daremos um exemplo real da utilização de drones para envio de mercadoria para os clientes e explicar como ele é empregado no Brasil e no mundo. Veja:

A experiência de entrega da Amazon

A Amazon é, talvez, a empresa mais lembrada quando se fala de entrega por drones. Sua primeira entrega em fase de teste foi feita em 2015, mas não havia 100% de autonomia no serviço: afinal, o equipamento foi operado por uma pessoa que estava habilitada para esse trabalho.

A ideia por trás de oferecer esse serviço é conseguir entregar os pedidos em 30 minutos (em média) depois que a compra for confirmada. Já que grande parte dos seus envios possuem em média 2 quilos, a implantação dessa modalidade é altamente viável.

O problema disso é que, devido ao tempo que o drone consegue permanecer no ar, as entregas só poderiam ser realizadas dentro de um raio de 16 quilômetros dos Centros de Distribuição da empresa.

A utilização de drones no mundo

Além dos Estados Unidos, outros países como Inglaterra e Rússia também já tiveram experiências na entrega por drones. Assim como já citamos, o maior desafio foi encontrar locais para pousar, principalmente quando o ambiente é fechado.

A utilização de drones no Brasil

Aqui no Brasil, já é comum a utilização de drones. Contudo, o foco é voltado para a gravação de vídeos ou realização de fotos para fins de produção audiovisual.

Quais são as questões legais de autorização para essa atividade?

Apesar dos benefícios que a utilização de drones pode proporcionar, vale salientar que ainda é necessário conseguir a aprovação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para que o equipamento seja legalizado. Somente com essa autorização seu uso pode ser feito.

Entretanto, a ANAC ainda não possui uma regulamentação definida no que diz respeito ao transporte de mercadorias feito por esse tipo de equipamento. Como uma parte do espaço aéreo acaba sendo dividida com helicópteros e aviões, por exemplo, estudos ainda estão sendo feitos para que se possa regularizar essa atividade.

Quais cuidados devem ser tomados na entrega das mercadorias?

Para que o transporte e entrega dos produtos sejam feitos com sucesso, é necessário tomar alguns cuidados básicos antes e durante o processo. Entre eles, vale destacar:

Planejar o percurso

Como você viu, as distâncias que podem ser atendidas de acordo com a capacidade dos drones ainda são muito limitadas. Portanto, as empresas precisam definir quais áreas serão contempladas pelo serviço e ainda planejar qual será o percurso mais adequado para que o produto seja entregue em segurança para o cliente.

Embalar e acondicionar os itens com cuidado

A questão da embalagem é uma preocupação da logística de maneira geral, já que o objetivo é evitar que os produtos sofram danos com o transporte e manuseio. No caso dos drones, ainda existe a segurança extra pelo fato de que a entrega será feita pelo ar, sem a intervenção humana.

O mesmo serve para os recipientes em que os itens serão colocados: é preciso pensar no material utilizado, no peso, na praticidade e, é claro, na segurança do produto.

Fazer o monitoramento do drone

A preocupação com possíveis furtos é plausível. Para minimizar os riscos de perder o drone, vale a pena investir em modelos que permitem o monitoramento via GPS e câmeras que são instaladas na estrutura do equipamento. Dessa forma, além de acompanhar todo o trajeto, é possível obter informações relevantes para a recuperação do objeto em caso de perda ou furto.

A entrega por drones é considerada uma tendência e possui um grande potencial para trazer bons resultados para a empresa, aumentando ainda mais a satisfação dos clientes. Contudo, essa estratégia possui algumas limitações que ainda precisam ser contornadas para ser finalmente implementada.

Qual é a sua opinião sobre esse assunto? Suas dúvidas foram esclarecidas? Compartilhe suas ideias conosco aqui nos comentários e participe da conversa!